Tag Archives: #feministartist

Edwina Dumm Cartoonista de um século

1893 – Nasce em Ohio.
Aprende ilustração com o curso de ilustração da Landon School of illustrating and cartooning
1915 – inicia-se no Jornal Daily Monitor para realizar caricaturas politicas


1918 – Sai o primeiro seu comic que foi um sucesso constante durante toda a sua carreira, Cap Stubbs and Tippie

1919 a 1960 – Desde 1918 o sucesso de Tippie é crescente o de Cap Stubbs nem tanto. O Tippie passa a ser o personagem principal.

1960 -Neste ano é publicado um livro dedicado a Tippie mas com o nome de Sinbad.
O seu comic torna-se presença habitual nas revistas como a Life e London Tatler

1931 a 1969 – não achei o registo da publicação do livro, mas devido a existir várias edições parece-me que é publicado desde 1931. E teve algumas modificações nas ilustrações também feito pela Edwina em publicações posteriores. Livro de poesia do seu irmão.

1966 – Reformou-se com 73 anos, mas continuou a pintar e a desenhar. Tinha como passatempo ir desenhar pessoas no metro ou em cafés que frequentava.

1978 – É a primeira mulher a receber o prémio Gold Key Award da (Sociedade Nacional de Cartoonistas) National Cartoonists Society.

Morre aos 97 anos em abril de 1990

Edwina Dumm é uma verdadeira inspiração. Por isso vou dar mais um bocadinho de tempo a ela. E vou inspirar-me no seu trabalho para…no próximo sábado eu exponho o resultado da inspiração.
Sim já é tarde …por isso nada mais por hoje digo. ..e tem uma boa semana!


fonte da informação:

Edwina Dumm: Digital Exhibit | Biography (osu.edu)

Edwina Dumm – Lambiek Comiclopedia

Marie Duval, a Ilustradora vitoriana

Marie Duval chamava-se na verdade Isabelle Émilie de Tessier e foi uma ilustradora cartoonista que viveu De 1847 a 1890. Fez trabalhos para revistas de comics da época. As histórias com o personagem Ally Slopper tiveram tanto sucesso entre o publico que criaram uma revista só com as suas aventuras.
Isabelle Tessier também foi atriz e autora do livro ,Queens and Kings and Other Things (1874), imagem á direita, com o pseudónimo The Princess Hesse Schwartzbourg.

Após ter casado continuou o seu trabalho de ilustração, com o seu marido , Charles Henry Ross. Este ultimo depressa abandonou a ilustração, ficando a mesma a cargo da Isabelle Tessier. No entanto é dado como criação de ambos o personagem, Ally Slopper, uma caricatura vitoriana. Para além dessenhar o Ally Slopper, Tessier fez ilustrações também paginas completas para revistas e desenhou outros comics.
Tessier morreu 1890 e Ross em 1897.
Ally Slopper, sobreviveu mais uns anos que os seus criadores
Foi ilustrado por William Baxter(1884), W. Fletcher Thomas(1890), C.H. Chapman(1916).

Desta vez eu em vez de pesquisar imagens, preferi refazer um dos Ally Slopper. Mas depois feita a investigação mais pormenorizada, desconfio fortemente que a versão que fiz não é de Marie Duval mas sim a versão dos ilustradores William Baxter ou do W. Fletcher Thomas.Esta mania de não assinarem dá nisto!
Por aqui o frio continua apertar. Por isso despeço-me antes que congele.BRRR Volto no sábado se não for antes!
Fica bem! E agasalha-te!

Fonte da informação e imagens: Wikipedia, Abebooks, pinterest

A rainha do Comics – Resumo de Obra e vida de Nell Brinkley

Olá

E é sábado! Este com Nell Brinkley.

1886 ou 1888 a 1905Nasce .Cedo decidiu que queria fazer carreira nas artes. Não termina a escola . E não achei referencia ou confirmação do seu ensino artistico.
1906 a 1914Em 1906 ilustra a capa de um livro para crianças da autora A.U.Mayfield. E consegue uma posição de ilustradora no jornal de Denver Post e Rocky Mountains News

Nas imagens de 1914 the Hony-moon, the wordless Story
1907 a 1918As suas ilustrações são notadas pelo o magnata William Randolph Hearst Sr. e este convida para colaborar com Hearst comunication.
Brinkley escreve e desenha para New York Journal,The American Weekly, Cosmopolitan, New York Evening Journal, Harper’s entre outros.
1908 As raparigas da Brinkley, modernas e citadinas, empregadas, criaram sensação entre o publico da época e depressa a publicidade aderiu ás sua miúdas de estilo moderno de cabelo ondulado.
As lojas Bloomingdales usam o sucesso das raparigas da Brinkley para fazerem publicidade chegando a criar o dia da Nell Brinkley. Por sua vez a audiência feminina procurava copiar os penteados desenhados pela Brinkley.
A companhia Ziegfeld Follies também decidiu inspirar-se nas raparigas de Brinkley. Elaborou espetáculos em redor desse tema e musicas.
1918 a 1937Casou-se em 1920 e divorciou-se em 1936. Desse casamento teve um filho.
Brinkley pouco a pouco afasta-se dos jornais e o seu trabalho surge mais nos suplementos de comics.
É neste espaço que nasce:

.Serie Golden Eyes. Uma enfermeira faz o percurso do seu namorado. Bill destacado para Europa na primeira guerra mundial.

.Serie Betty e Billy Their love throught the ages. (inicia-se em 1908) Uma relação amorosa de um homem e uma mulher que relembram as suas vidas passadas com ajuda de uma bola de cristal.

.The adventures of Prudence Prim. Não foi escrito por Brinkley, somente ilustrado.

.The fortunes on flossie, Brinkley somente ilustra.

.Romance of Gloriette

.Katheleen and the great secret.

.Heroines of Today

As suas heroínas escritas e ilustradas, Brinkley defende e promove a igualdade dos géneros na vida e nas escolhas de trabalho. Nas suas histórias encontramos heroínas detetives, enfermeiras, pilotos de avião. Heroínas que para altura abria fissuras na mentalidade da época. Esta posição de Brinkley irá inspirar futuras ilustradoras de comics como Dale Messick, Marty Links e Hilda Terry.
1937 a 1944Em 1937 reduz a quantidade de trabalho, apesar de aceitar ilustrar alguns livros.
Em 1943 é publicado Anthogy of comics, onde o seu trabalho é apresentado.
Em 1944 morre de cancro.

Só uma nota que achei interessante ao procurar fazer o percurso cronológico do seu trabalho.
Li que iniciou o seu trabalho artístico numa vertente mais decorativa e com o passar dos anos foi desenvolvendo o seu lado de historiadora visual. Reparei esse desenvolvimento nas seguintes imagens

A primeira é de 1916 a segunda de 1936. Espero-te para o próximo sábado, até lá, fica bem.